A student shows a combo pictures of three dictators, Austrian born Hitler, Castro and Stalin with Viktor Orban Attila Kisbenedek/Getty Images

A campanha de mentiras falhada do Governo húngaro

NOVA IORQUE – Em Outubro, o Governo da Hungria enviou um inquérito aos quatro milhões de agregados familiares do país, pedindo a opinião dos cidadãos sobre sete declarações que descreviam o meu alegado plano para inundar a Europa, e a Hungria em particular, com de migrantes e refugiados muçulmanos. O Governo formulou sete declarações sobre o que denominou o “Plano de Soros”. Refutei todas elas com base nas minhas declarações publicadas ou na ausência de declarações publicadas, susceptíveis de justificar as alegações do Governo.

Agora, o Governo lançou os supostos resultados da sua “consulta nacional” sobre o meu plano de fantasma, afirmando que o exercício foi um sucesso sem precedentes. Deixo ao critério da opinião pública húngara a decisão de avaliar se e em que medida o número de 2.301.463 participantes (numa população de 9,8 milhões) foi aumentado. Devia ser possível examinar a lista dos participantes e verificar se participaram efectivamente. Em vez disso, pretendo colocar a tónica na substância da campanha.

A consulta nacional e a divulgação dos resultados são os últimos elementos de uma enorme campanha de propaganda em curso financiada pelos contribuintes húngaros para beneficiar um governo profundamente corrupto que procura desviar a atenção da sua incapacidade para satisfazer as aspirações legítimas dos húngaros, especialmente no que diz respeito à educação e à saúde. A campanha teve início no Verão, inundando os espaços públicos com cartazes que exibiam um grande plano do meu rosto com um sorriso e com a expressão "Não deixe que Soros seja o último a rir".

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/k8ilPrq/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.