Steam and exhaust pipes Lukas Schulze/Getty Images

Em defesa do limiar de 1,5 ºC para as alterações climáticas

MANILA – A Terra está hoje mais de 1 °C mais quente do que na época pré-industrial, e os terríveis sintomas da sua febre já são visíveis. Só este ano, furacões consecutivos devastaram ilhas nas Caraíbas, inundações decorrentes de monções levaram à deslocação de dezenas de milhões de pessoas no sul da Ásia e deflagraram incêndios em quase todos os continentes. Afastar o planeta da beira do abismo não pode ser mais urgente.

Quem vive na linha da frente das alterações climáticas - em arquipélagos, pequenas ilhas, planícies costeiras e planícies de rápida desertificação - não se pode permitir o luxo de esperar para ver quais serão as consequências de mais um grau de aquecimento. Já se estão a perder muitas vidas e meios de subsistência. As pessoas estão a ficar desenraizadas, e os recursos vitais estão a tornar-se cada vez mais escassos, sendo que as pessoas que estão a sofrer as consequências das alterações climáticas são também as que menos contribuíram para que estas ocorressem.

É por isso que as Filipinas utilizaram a sua presidência do Fórum da Vulnerabilidade Climática (FVC) - uma aliança dos 48 países que acarretam com o fardo das alterações climáticas - para lutar no sentido de assegurar que o acordo climático de Paris de 2015 visasse explicitamente limitar o aquecimento global a 1,5 °C acima dos níveis da época pré-industrial. Para nós, 1.5 °C não constitui simplesmente um número simbólico ou "ambicionado" para ser encaixado nos acordos internacionais; trata-se de um limite existencial. Se as temperaturas globais aumentarem acima desse nível, os lugares a que chamamos a nossa terra - e muitas outras terras deste planeta - tornar-se-ão inabitáveis ou desaparecerão por completo.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/mtL4Zig/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.