Os Objectivos de Desenvolvimento das Mulheres

NOVA IORQUE – À medida que se aproxima 2015, o prazo definido para os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM), os líderes mundiais enfrentarão uma escolha: adiar os objectivos por mais uma década ou duas, ou responsabilizar aqueles que não conseguiram cumprir com os seus compromissos. Para as mulheres, a escolha é clara.

Já estivemos neste ponto. Em 1978, na Conferência Internacional de Cuidados de Saúde Primários em Alma-Ata, 134 estados assinaram uma declaração apelando a cuidados de saúde adequados para todos no ano 2000. Dezasseis anos mais tarde, em 1994, no Cairo, 179 governos anunciaram os direitos reprodutivos como um direito humano básico e adoptaram resoluções para garantir o fornecimento de acesso universal a uma gama completa de serviços de saúde reprodutiva, incluindo o planeamento familiar.

Contudo, esses prazos já tinham sido atingidos e ultrapassados quando, em Setembro de 2000, durante a 55ª Assembleia Geral da ONU, líderes de 189 nações adoptaram os ODM. E vários outros compromissos e resoluções foram aprovados por líderes mundiais, antes e depois da declaração dos ODM.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/Tqxpn4A/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.