Admiráveis Células Novas?

LONDRES – A Autoridade para a Fertilização Humana e para a Embriologia (HFEA) do Reino Unido lançou uma consulta pública para avaliar os pontos de vista relativamente aos novos procedimentos médicos controversos, destinados a evitar a transmissão de doenças incuráveis ​​resultantes de mutações de estruturas celulares denominadas mitocôndrias. Os defensores desta investigação consideram que a crítica à mesma constitui uma oposição à salvação de vidas de crianças e um impedimento ao desenvolvimento científico. Mas este ponto de vista não tem em conta um aspecto crucial da questão: as técnicas que estão a ser desenvolvidas envolvem alterações genéticas permanentes que serão transferidas para as gerações futuras.

As mitocôndrias são as "pilhas" de produção de energia das células, que contêm o único ADN localizado fora do núcleo da célula - 37 genes, ou cerca de 0,2% da composição genética de uma pessoa. Uma vez que estes genes estão contidos no óvulo, e, portanto, são herdados apenas a partir da mãe, as novas técnicas visam substituir a mitocôndria mutante da mãe pela mitocôndria de uma dadora saudável, cujos óvulos não tenham sofrido mutação. O resultado traduzir-se-á em embriões que contêm material genético de três pessoas - o pai, a mãe e a dadora do óvulo.

Então a verdadeira questão reside em saber o que pensam as pessoas a respeito de se cruzar a linha entre os tratamentos médicos para os seres humanosexistentes e as alterações genéticas irreversíveis que seriam passadas ​​às gerações futuras através da modificação genética da linha germinal humana (a sequência de células germinativas, tais como espermatozóides e óvulos, contendo material genético que uma criança pode herdar).

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/K6vZsdq/pt;