bapna3_Stanislav KogikuSOPA ImagesLightRocket via Getty Images_sdg banking Stanislav KogikuSOPA ImagesLightRocket via Getty Images

Os bancos públicos para o desenvolvimento podem impulsionar o financiamento sustentável

WASHINGTON, DC – Um futuro capaz de resistir ao clima requer financiamento público. Mas, até agora, as estratégias sólidas e de longo prazo para o financiamento da acção climática têm recebido pouca atenção. Uma via frequentemente negligenciada para satisfazer esta necessidade é a dos bancos públicos para o desenvolvimento.

Grande parte do debate sobre o financiamento da acção climática centra-se nos bancos multilaterais para o desenvolvimento. O seu papel é essencial, mas são os 450 bancos locais, regionais, nacionais e subnacionais para o desenvolvimento que existem no mundo que podem implementar políticas climáticas ambiciosas e proporcionar a parte de leão do financiamento global. Juntos, são responsáveis por 2 biliões de dólares em investimento todos os anos, ou cerca de 10% do investimento público e privado anual em todo o mundo. Além disso, a maior parte destes fundos são obtidos e distribuídos nacionalmente.

Radicados nas economias e nas sociedades onde exercem a sua actividade, estes bancos públicos para o desenvolvimento formam uma rede que liga os governos nacionais e locais ao sector privado. Estão bem posicionados para proporcionarem um apoio transformacional para práticas e infra-estruturas sustentáveis, ao associarem as necessidades de curto prazo com os objectivos de mais longo prazo. Com efeito, representam a mão visível que pode mobilizar e dirigir o financiamento no sentido de objectivos comuns que estão, por enquanto, fora do alcance do mercado.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/A5Ji3l6pt