A Internally Displaced Congolese child sits on the ground at a camp for IDP JOHN WESSELS/AFP/Getty Images

Um futuro melhor para o Congo

LONDRES — a República Democrática do Congo (RDC) tornou-se sinónimo de fracasso do Estado. Nenhum país enfrentou conflitos tão brutais, acolheu governos tão cleptocráticos e corruptos ou desperdiçou tanta riqueza. Num país encurralado num ciclo de incerteza política, recessão económica e violência crescente, a catástrofe humanitária tornou-se um modo de vida. Mas é possível um futuro melhor.

Na escola primária de ramshackle Rubaya, localizada numa pequena cidade nas colinas verdejantes da província do norte de Kivu, na fronteira com o Ruanda, obtém-se um vislumbre dessa possibilidade. As crianças sentam-se atentamente em salas de aula superlotadas, com entusiasmo, ambição e esperança a iluminar os seus rostos. Dorothy Gakoti tem 13 anos e que ser enfermeira. “Se tiver sucesso na escola, posso ter uma vida melhor, com mais oportunidades — e posso ajudar a minha família e a comunidade”, declara.

Mas a RDC — incluindo o Kivu do Norte — continua a ser atormentada por desafios. Dezenas de grupos de base étnica, armados, designados Mai-Mai cairam sobre as populações locais. A violência sexual, de que as jovens são frequentemente vítimas, é tão endémica quanto sub-reportada. Cerca de 4,5 milhões de crianças estão desnutridas, quase metade destas apresentam um quadro de desnutrição grave. Menos de metade das crianças que contraem doenças potencialmente fatais, como a pneumonia e a malária, recebem tratamento.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/ZuPjYfV/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.