Strive Masiyiwa, Africa’s Farms, agricultural-policies,  economic growth needs investments to occur. Marwa Morgan/flickr

As Quintas Africanas do Futuro

HARARE – Lançar um negócio pode ser uma tarefa difícil, especialmente em África, onde sistemas deficientes de governação e o acesso inconsistente a recursos críticos impedem o sucesso. Para os agricultores de África, os desafios são especialmente pronunciados. Considerando os enormes benefícios económicos e sociais de um sector agrícola dinâmico e moderno, proporcionar aos agricultores os incentivos, investimentos e regulamentos de que necessitam para terem sucesso deveria tornar-se uma prioridade.

A expansão recente no sector de telecomunicações em África – que revolucionou indústrias inteiras, para não falar do estilo de vida das pessoas – demonstra como pode ser eficaz uma abordagem desse tipo. Existem hoje mais de 500 milhões de ligações móveis no continente; de facto, em muitos aspectos, África lidera o mundo no crescimento e inovação das telecomunicações móveis.

Porque não foi capaz a África de replicar esse crescimento no sector agrícola? Porque é que, em vez de colheitas abundantes, a África tem uma factura anual de 35 mil milhões de dólares em importações alimentares? Segundo o último relatório anual do Africa Progress Panel, Cereal, Peixe, Dinheiro – Financiar as Revoluções Verde e Azul em África, o problema é simples: os agricultores de África estão em grande desvantagem.

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/Q9W3fLv/pt;