Colocar a educação em primeiro lugar

LONDRES – Durante demasiado tempo, a causa da educação universal ficou atrás de outros grandes movimentos internacionais a favor da mudança. Agora, por duas novas razões que permanecem no centro do lançamento da iniciativa “Education First” do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a educação voltou a conquistar o seu lugar de direito no topo da agenda política mundial.

Em primeiro lugar, os jovens tornaram-se nos maiores defensores da educação universal para raparigas e rapazes. Recusando-se a ficarem calados enquanto lhes negavam oportunidades, os jovens - principalmente as raparigas - iniciaram, uma das maiores lutas pelos direitos civis do nosso tempo.

Poucos conseguiriam ficar indiferentes perante a luta corajosa da jovem paquistanesa, Malala Yousafzai, depois de os talibãs a terem atingido com um tiro na cabeça pelo facto de ela ter insistido em defender o direito das raparigas à educação. Poucos deixaram de noticiar a enorme manifestação pública de apoio no Paquistão e noutros lugares à causa que ela defende.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/tnGpZFG/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.