Diagnósticos para a saúde mundial

CORVALLIS, OREGON – Nos países desenvolvidos, a maioria das pessoas tomam por garantido, quando estão doentes, que terão acesso a um diagnóstico e a um tratamento atempados. De facto, embora o processo de diagnóstico - que tipicamente envolve o envio de uma amostra de sangue, de urina ou de tecidos para um laboratório para análise - possa ser incómodo e dispendioso, os prestadores de cuidados de saúde e os laboratórios sofisticados permanecem largamente disponíveis. Como resultado, o peso da doença no mundo desenvolvido tem diminuído substancialmente.

Por outro lado, no mundo em desenvolvimento, milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças tratáveis, como a malária, devido à falta de laboratórios sofisticados e de testes diagnóstico alternativos. Mas há razões para ter esperança: os avanços no campo dos microfluídicos têm o potencial de transformar a saúde, ao permitirem que o teste de laboratório “gold standard” seja transferido para o ponto de cuidado (POC).

Um teste POC que forneça um resultado preciso e oportuno daria acesso ao diagnóstico às populações carentes, possibilitando um tratamento mais precoce e ajudando a evitar tratamentos incorrectos (tratar outra doença com sintomas semelhantes). A fim de cumprirem o seu potencial, no entanto, os testes POC devem ter em conta a ampla gama de factores que afectam as aplicações dos cuidados de saúde.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To continue reading, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/idD5Ins/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.