Skip to main content
WireImage  Don Arnold/WireImage

A ameaça das redes sociais à Sociedade e à Segurança

MUNIQUE – O momento actual da história mundial é doloroso. As sociedades abertas estão em crise, e vários tipos de ditaduras e de estados mafiosos, dos quais é exemplo a Rússia de Vladimir Putin, estão em ascensão. Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump gostaria de implementar o seu próprio estado mafioso, mas não consegue, porque a Constituição, as outras instituições, e uma vibrante sociedade civil não o permitirão.

Não é só a sobrevivência da sociedade aberta que está em jogo; é a sobrevivência de toda a nossa civilização que está em causa. A ascensão de líderes como Kim Jong-un na Coreia do Norte e Trump nos EUA tem muito a ver com este estado de coisas. Ambos parecem dispostos a arriscar uma guerra nuclear para se manterem no poder. Mas a causa principal deste problema é mais profunda. A capacidade da humanidade explorar as forças da natureza, tanto para fins construtivos como para fins destrutivos, continua a crescer, enquanto a nossa capacidade para nos governarmos devidamente flutua, e se encontra agora num ponto baixo.

A ascensão e o comportamento monopolístico das grandes empresas americanas que gerem plataformas na Internet estão a contribuir grandemente para a impotência do governo dos EUA. No passado, estas empresas desempenharam no passado uma função inovadora e libertadora. Mas, à medida que o poder do Facebook e do Google foram aumentando, estes tornaram-se obstáculos à inovação, e causaram uma série de problemas de que só agora começamos a tomar consciência.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

https://prosyn.org/LM0L0Lw/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.