Skip to main content

Whatsapp messenger Anton Vergun/Getty Images

Medir a liberdade na Internet

ROMA – No ano passado, durante uma onda de contestação política mortífera na Etiópia, o governo bloqueou mais de 15 sítios internet de meios de comunicação e a aplicação de chat para smartphones WhatsApp. Os sítios que promoviam a liberdade de expressão e os direitos LGBTQ+, e os que ofereciam ferramentas para contornamento da censura, tais como o Tor e o Psiphon, também foram suprimidos.

Tudo isto foi descoberto através da utilização de um software chamado ooniprobe, concebido para avaliação de redes e detecção de censura na Internet. O ooniprobe foi desenvolvido há mais de cinco anos pelo Open Observatory of Network Interference (OONI) (NdT: Observatório Aberto de Interferências na Rede), baseado no Tor e com o qual trabalho, para aumentar a transparência, a responsabilização, e a supervisão da censura na Internet. Este software é gratuito e de código-fonte aberto, o que significa que pode ser usado por qualquer pessoa. E, com efeito, dezenas de milhares de utilizadores do ooniprobe de mais de 190 países já fizeram isso mesmo.

Estes utilizadores já contribuíram para a colecção de milhões de medições de rede, tendo todas sido publicadas no OONI Explorer, provavelmente o maior recurso publicamente disponível sobre a censura na Internet. Graças à sua utilização do ooniprove, descobrimos a dimensão da onda de censura do ano passado na Etiópia, bem como detalhes de muitos outros casos de censura noutros pontos do mundo.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

https://prosyn.org/xfd640t/pt;

Handpicked to read next

  1. sinn88_Sean GallupGetty Images_mario draghi ecb Sean Gallup/Getty Images

    The ECB’s Beggar-thy-Trump Strategy

    Hans-Werner Sinn

    The European Central Bank's decision to cut interest rates still further and launch another round of quantitative easing raises serious concerns about its internal decision-making process. The ECB is pursuing an exchange-rate policy in all but name, thus putting Europe on a collision course with the Trump administration.

    3

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions