malaria treatment Ghana Shaul Schwarz/Getty Images

Um plano global para acabar com a malária

ABU DHABI –Ninguém deveria morrer devido a uma doença evitável. No entanto, as doenças evitáveis matam dois milhões de crianças todos os anos, muitas das quais não têm meios financeiros para pagar tratamentos adequados. A maioria destas doenças é tratada com medicamentos existentes ou é, acima de tudo, evitável.

A malária, uma doença mortal transmitida por mosquitos, é uma dessas doenças. Há menos de um século, as famílias em todo o mundo –inclusive na América do Norte e na Europa –viviam com medo da picada do mosquito. A malária não só tirou a vida de crianças e adultos; ela perpetuou a pobreza e o crescimento económico global limitado, impedindo que milhões atingissem o seu pleno potencial.

Hoje, mais de 30 países eliminaram o parasita da malária e, pelo menos, mais dez estão no caminho certo para fazerem o mesmo até 2020. Apesar disso, a malária continua a ser uma das causas principais de morte de crianças com menos de cinco anos na África subsariana, roubando a vida de uma criança a cada dois minutos. A malária é, também, dispendiosa, custando à economia de África cerca de 12 mil milhões de dólares por ano.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/l2GGRVv/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.