A Pakistani female student writes a sentence on a black board A. MAJEED/AFP/Getty Images

Educar a Commonwealth

DAR ES SALAAM/LAGOS –Com 53 países membros e 2,4 mil milhões de pessoas, a Commonwealth é uma força poderosa para a mudança positiva. Há quase sete décadas que os estados da Commonwealth têm sido líderes no comércio, no empoderamento das mulheres, na proteção dos recursos humanos e em muitas outras questões.

Mas à medida que a Commonwealth avança para enfrentar novos desafios no desenvolvimento humano, a sua liderança não está a dar ênfase suficiente ao fator mais importante de todos: a educação. Sem um compromisso renovado com este alicerce essencial de prosperidade, o progresso noutros objetivos será inatingível.

Hoje, cerca de 140 milhões crianças de países da Commonwealth não estão na escola. De acordo com um relatório recente da UNESCO, a situação é mais desastrosa nos países mais pobres da Commonwealth. No Paquistão, por exemplo, quase 20 milhões de crianças não estão matriculadas no ensino oficial, enquanto sete milhões não andam na escola em Bangladesh, 2,3 milhões em Moçambique, 1,8 milhões no Gana e 1,6 milhões nos Camarões.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To continue reading, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/n1lfISH/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.