goldberg6_chesnot_getty Images_women pandemic Chesnot/Getty Images

O que o COVID está custando às mulheres

NEW HAVEN – Embora as infecções e mortes por COVID-19 estejam aumentando em muitas partes do mundo, anúncios recentes de testes de vacinas aparentemente bem-sucedidos ofereceram uma luz no fim do túnel. Espera-se que em breve possamos redirecionar nossa atenção da necessidade urgente de salvar vidas para os custos de longo prazo da pandemia, especialmente aqueles que estão sendo suportados desproporcionalmente pelas mulheres.

A pandemia agravou um problema antigo para as mulheres em todo o mundo: grandes e persistentes barreiras à participação na economia e na vida pública em igualdade de condições com os homens. Em um estudo recente baseado no banco de dados de Mulheres, Negócios e Direito do Grupo Banco Mundial  , meus coautores e eu mostramos que, apesar de décadas de progresso na redução da discriminação de gênero, ainda existem grandes diferenças na forma como mulheres e homens são tratados sob o lei. Em média, as mulheres têm apenas três quartos dos direitos legais que os homens têm e sofrem de disparidades pronunciadas em relação a salários e acolhimento à maternidade.

O quadro é ainda mais sombrio em alguns dos países mais populosos do mundo – incluindo Índia, Paquistão e China – e na maioria dos países do Oriente Médio e do Norte da África. E essas descobertas cobrem apenas a discriminação incorporada nas leis; as formas de fato de discriminação no lar e no local de trabalho são presumivelmente mais disseminadas, mesmo nas economias avançadas.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/pNqkb1spt