TB patient in Indonesia Anadolu Agency

Porque é que a tuberculose persiste?

SÃO FRANCISCO – Muita gente na Europa e na América do Norte fica surpreendida pelo facto de a tuberculose (TB) continuar a ser um dos grandes flagelos da história da humanidade. Uma em cada três pessoas no mundo está infetada com tuberculose latente ou subclínica e os cientistas estimam que 10% delas manifestem a doença, à medida que a idade e outras doenças forem comprometendo o seu sistema imunológico. Em 2015, foram registados mais de dez milhões de novos casos de TB e cerca de dois milhões de pessoas morreram da doença.

Há três razões para a persistência da TB: os líderes políticos não entendem a sociologia que existe por trás do fenómeno, os cientistas não possuem um paradigma eficaz para combatê-la e os ricos e famosos já não morrem de TB.

A TB já afetou, em tempos, todas as classes da sociedade, mas agora atinge as populações mais vulneráveis. Isto torna-a num meme ideal para os artistas e ativistas que se centram na justiça social. A incidência da tuberculose resistente aos fármacos está a aumentar, porque os sistemas de saúde dos países pobres carecem dos recursos para avaliar a TB e para ajudar os pacientes a completarem os seus tratamentos.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/K2QBxxx/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.