Indonesia Rainforest Junaidi Hanafiah/Anadolu Agency/Getty Images

Soluções naturais para as mudanças climáticas

OXFORD – Na resposta às mudanças climáticas, o território é fundamental. Actualmente, a agricultura, a silvicultura e outros usos do território são responsáveis por perto de um quarto das emissões globais de gases com efeito de estufa. Mas a adopção de estratégias sustentáveis de ordenamento do território poderia proporcionar mais de um terço das reduções de emissões necessárias no curto prazo para manter o aquecimento bem abaixo da meta (2°C acima dos níveis pré-industriais) definida pelo acordo de Paris sobre o clima.

Desde há muito que as organizações conservacionistas como a minha trabalham no sentido de equilibrar a interacção entre pessoas e natureza. Mas só há pouco tempo conseguimos compreender inteiramente a importância da gestão do uso do território na abordagem às mudanças climáticas. Com o desenvolvimento da detecção remota, da inteligência artificial, e da modelização biogeoquímica, podemos prever melhor os resultados, e desenvolver estratégias para gerir e minimizar as consequências negativas.

Algumas das vias mais prometedoras para a mitigação das mudanças climáticas são as que denominamos por “soluções climáticas naturais”: a conservação, a recuperação e a melhoria da gestão do território, destinadas a aumentar o armazenamento de carbono ou a evitar emissões de gases com efeito de estufa em terrenos por todo o mundo. O potencial completo destas soluções é detalhado num novo estudo produzido pela minha organização, The Nature Conservancy, e por outras 15 instituições conceituadas.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/EyNlf70/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.