sachs344_PHILL MAGAKOEAFP via Getty Images_vaccineafrica Phill Magakoe/AFP via Getty Images

O G20 Precisa Agir Agora para Vacinar o Mundo Todo

SIRACUSA – Quando os ministros das finanças do G20 se reunirem em Veneza nos dias 9 e 10 de julho, eles deveriam adotar um plano para imunizar o mundo inteiro contra o COVID-19. Todos os países produtores de vacinas estarão na reunião: Estados Unidos, Reino Unido, União Europeia, China, Rússia e Índia. Juntos, esses países produzem doses suficientes para concluir o processo de imunização total em nível global até o início de 2022. Não obstante, o mundo ainda não tem um plano para fazê-lo.

O esforço global que já existe para levar a cobertura vacinal aos países pobres, conhecido como instalação de Acesso Global de Vacinas COVID-19 (COVAX), ficou desastrosamente aquém do necessário. Os países produtores de vacinas têm usado sua produção para vacinar as próprias populações – com muitos milhões de doses de sobra. E as empresas produtoras de vacinas fizeram acordos secretos com os governos para vender vacinas bilateralmente, em vez de por meio do COVAX, a um custo menor. 

O mundo está atormentado pelo egoísmo dos países produtores de vacinas, pela ganância das empresas e pelo colapso da governança cooperativa básica entre as principais regiões do mundo. Duvidamos que especialistas do governo dos EUA já tenham se reunido (até mesmo por Zoom) com seus colegas na China e na Rússia para planejar uma campanha global de vacinas. Os EUA estão mais interessados ​​em enviar vacinas para Taiwan, provavelmente para embaraçar a República Popular da China, do que em trabalhar com a China para proteger o mundo inteiro

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/vNUX7tFpt