Mitt Romney e a Realidade dos Factos

NOVA IORQUE – Está actualmente em curso nos Estados Unidos uma espécie de guerra entre a realidade e a fantasia. A reeleição do Presidente Barack Obama marcou uma vitória, limitada mas inconfundível, da realidade dos factos.

Nos dias que antecederam as eleições presidenciais dos Estados Unidos, os acontecimentos proporcionaram uma imagem dramática da luta. Os assessores principais do candidato republicano Mitt Romney estavam convictos de que este estava na iminência da vitória. Esta opinião não tinha por base os resultados das sondagens. No entanto, a convicção tornou-se tão forte que os assessores de Romney começaram a tratá-lo por "Sr. Presidente".

Mas o facto de desejarem que esse facto fosse verdade não foi o suficiente para torná-lo numa realidade. Isto foi o mais próximo que Romney esteve de ser Presidente e, ao que parece, o candidato quis aproveitar a situação enquanto pôde, ainda que prematuramente. Então, na noite das eleições, quando as redes de televisão previram a derrota de Romney em Ohio e, por conseguinte, a reeleição de Barack Obama, a campanha de Romney, continuando a negar a realidade, recusou-se a aceitar o resultado. Passou-se uma hora "difícil" até que o candidato aceitasse a realidade e fizesse um afável discurso de concessão.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To continue reading, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/xxBYKcS/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.