Os Desafios Mutáveis da Economia Mundial

NOVA IORQUE – À medida que 2013 termina, os esforços para reanimar o crescimento nas mais influentes economias mundiais – com a excepção da zona euro – estão a ter um efeito benéfico em todo o mundo. Todos os problemas que pairam sobre a economia global têm um carácter político.

Depois de 25 anos de estagnação, o Japão está a tentar revigorar a sua economia encetando um programa de alívio quantitativo a uma escala sem precedentes. É uma experiência arriscada: um crescimento mais rápido pode fazer subir as taxas de juro, tornando insustentáveis os custos com o serviço da dívida. Mas o Primeiro-Ministro Shinzo Abe prefere correr esse risco a condenar o Japão a uma morte lenta. E, a julgar pelo apoio entusiasmado do público, essa é também a opinião dos Japoneses.

Em contraste, a União Europeia está a caminhar para um tipo de estagnação de longa duração da qual o Japão tenta desesperadamente sair. Está muito em jogo: os Estados-nação podem sobreviver a uma ou mais décadas perdidas; mas a União Europeia, uma associação incompleta de Estados-nação, poderá facilmente ser destruída.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you are agreeing to our Terms and Conditions.

Log in

http://prosyn.org/SGu1W9T/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.