As Ilhas da Fantasia Nacionalista da Ásia Oriental

TÓQUIO – Não parecem grande coisa, os poucos rochedos desabitados no Mar da China Oriental entre Okinawa e Taiwan, e um par de pequenas ilhotas no Mar do Japão, habitadas por um punhado de pescadores e alguns oficiais da Guarda Costeira Sul-Coreana. Os primeiros, chamados de Ilhas Senkaku no Japão, e Ilhas Diaoyu na China, são reivindicados pela China, Japão e Taiwan; as últimas, chamadas Takeshima no Japão, e Dokdo na Coreia, são reivindicadas pela Coreia do Sul e pelo Japão.

Estes pequenos afloramentos rochosos têm pouco valor material, porém a disputa sobre a sua propriedade levou a uma desavença internacional importante. Foi ordenado o regresso de embaixadores. Organizaram-se grandes manifestações anti-Japonesas por toda a China, causando danos a pessoas e propriedades Japonesas. Trocam-se ameaças entre Tóquio e Seul. Até já se falou de acção militar.

Os factos históricos parecem na verdade bastante simples. O Japão ocupou as ilhas como parte do seu projecto de construção de um império depois da guerra Sino-Japonesa em 1895 e da anexação da Coreia em 1905. A soberania anterior é pouco clara; havia pescadores do Japão em Takeshima/Dokdo, e a China Imperial tinha alguma consciência de Senkaku/Diaoyu. Mas nenhum estado apresentou reivindicações formais.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/CaRZJkB/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.