xi jinping taiwan speech SAM YEH/AFP/Getty Images

A perigosa política da China para Taiwan

WASHINGTON, DC – O desenvolvimento da disputa geopolítica entre a China e os Estados Unidos tem sido descrito por muitas pessoas como uma nova guerra fria. Se algum dia esta deflagrar num conflito armado, o ponto de ignição poderá ser Taiwan, em grande parte devido à política chinesa para a ilha.

O governo da China suspendeu o contacto diplomático com Taiwan em Junho de 2016, porque o independentista Partido Democrático Progressista (PDP), que voltara ao poder, recusou reconhecer o denominado Consenso de 1992, a base política do princípio Uma Só China. Desde então, porém, a presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen, tem seguido uma política moderada, decepcionando os apoiantes da linha mais dura do PDP.

Isso não é suficiente para a China, que continuou a aumentar a pressão sobre Taiwan. Por exemplo, persuadiu mais cinco países a seguirem-na no corte de relações diplomáticas, reduzindo o número de países que mantêm relações formais com a ilha para apenas 17. A China também tomou medidas para reprimir o turismo proveniente do continente: enquanto quase 4,2 milhões de turistas chineses do continente visitaram Taiwan em 2015, quando o governo pró-Beijing do Kuomintang detinha o poder, esse valor caiu para apenas 2,73 milhões em 2017.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading and receive unfettered access to all content, subscribe now.

Subscribe

or

Unlock additional commentaries for FREE by registering.

Register

https://prosyn.org/zLh5CQWpt