O Que Há de Errado com a Liderança Transformacional?

CAMBRIDGE - A campanha presidencial deste ano nos Estados Unidos tem sido marcada por apelos de pretensos adversários republicanos de Barack Obama a uma transformação radical da política externa americana. As campanhas são sempre mais radicais do que a realidade final, mas os países devem ter cuidado com os apelos à mudança transformacional. As coisas nem sempre resultam como planeado.

A política externa não desempenhou qualquer papel nas eleições presidenciais norte-americanas de 2000. Em 2001, George W. Bush iniciou o seu primeiro mandato com pouco interesse na política externa, mas aprovou objectivos transformacionais após os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001. Tal como Woodrow Wilson, Franklin Roosevelt e Harry Truman antes dele, Bush voltou-se para a retórica da democracia para unir os seus seguidores num momento de crise.

Bill Clinton também tinha falado sobre o alargamento do papel dos direitos humanos e da democracia na política externa dos EUA, mas a maioria dos americanos na década de 1990 procurou a normalidade e um dividendo da paz pós-Guerra Fria, em vez de mudança. Contrariamente, a Estratégia de Segurança Nacional de 2002 de Bush, que passou a ser denominada Doutrina Bush, proclamava que os EUA iriam "identificar e eliminar terroristas, onde quer que se encontrem, juntamente com os regimes que os sustentam”. A solução para o problema do terrorismo era difundir a democracia em toda a parte.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/PQVsR8q/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.