taylor7_Drew AngererGetty Images_pencebarrcoronavirusplan Drew Angerer/Getty Images

Rumo a uma estratégia económica coerente para a COVID-19

STANFORD – Os Estados Unidos precisam de uma estratégia económica mais clara para lidar com a pandemia de COVID-19. Embora a crise seja única em muitos aspetos, a abordagem da política económica após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 parece ser o análogo histórico mais útil.

À semelhança do que se passa nos nossos dias, esse episódio envolveu um ataque surpresa e repentino que ameaçou toda a economia e, portanto, exigiu uma resposta rápida. A tarefa imediata foi cortar as fontes de financiamento da Al-Qaeda e dos seus colaboradores sem interromper os fluxos financeiros, a atividade económica e as relações recíprocas necessárias para o crescimento económico. No final, essa estratégia foi bem-sucedida. A economia não se afundou, e a Comissão do 11 de setembro avaliou posteriormente as medidas políticas económicas com a sua única nota de “Excelente”.

Ter uma estratégia é essencial. Mas igualmente importante é que a estratégia descreva com precisão o problema económico em causa. Em seguida, tem de oferecer políticas específicas a curto e a longo prazo para enfrentar esse problema e tem de explicar claramente como é que essas medidas alcançarão os fins pretendidos. Por fim, a estratégia também tem de incluir um plano para orientar a implementação pelos departamentos relevantes do governo, pelo setor privado e pelo aliados dos EUA em todo o mundo.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/5WDyp4Ppt