Por que Não uma Glass-Steagall II?

MANILA – Faz este mês oitenta anos que Ferdinand Pecora, o antigo adjunto do procurador-geral de Nova Iorque, foi nomeado para presidir o Comité do Senado dos EUA sobre o Sector Bancário e Moeda. Nos meses seguintes, as audiências da Comissão Pecora apresentaram um grande número de divulgações extraordinárias a respeito das práticas que levaram à crise financeira de 1930.

Mais do que isso, o inquérito da Comissão conduziu a uma profunda reforma - sendo o exemplo mais conhecido o da lei Glass-Steagall, que separou a banca comercial da banca de investimento. Mas a Glass-Steagall não parou por aí. Criou o um fundo de garantia para depósitos bancários. Tendo em conta que o sistema unit banking (por meio do qual todas as operações eram realizadas em repartições autónomas) era considerado instável, era agora permitido aos bancos ramificar para fora do estado. A Glass-Steagall reforçou igualmente a capacidade das entidades reguladoras para limitar os empréstimos para o mercado imobiliário e especulação bolsista.

As audiências conduziram igualmente à aprovação da Securities Act (lei relativa aos valores mobiliários) de 1933 e da Securities Exchange Act de 1934. Os emitentes de valores mobiliários e os comerciantes foram obrigados a disponibilizar mais informações e ficaram sujeitos a normas mais rigorosas em matéria de transparência. A noção de que os mercados de capitais podem auto-regular-se foi definitivamente rejeitada.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/u6HL5b4/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.