As lições da Síria

PRINCETON – Enquanto os Estados Unidos e a Rússia tentam mediar uma conferência que pode levar os vários lados do conflito sírio à mesa de negociações, os potenciais participantes ocidentais, no mínimo, deveriam estar a pensar nas implicações mais amplas do conflito sírio para os ditadores e as democracias de todo o mundo. Aqui estão as lições dadas até agora:

Os “maus da fita” ajudam os seus amigos. Os russos e os iranianos estão dispostos a fazerem o que for preciso para manterem o Presidente Bashar al-Assad no poder. O Hezbollah, financiado pelo Irão, avançou agora abertamente para o campo de batalha em apoio ao regime de Assad. A Rússia e o Irão mantiveram o governo sírio abastecido com armas pesadas e outras formas de assistência militar, incluindo um carregamento russo de sofisticados mísseis anti-navio com sistemas de radar avançados. Isto irá ajudar Assad a esconder-se e a defender-se de todos os participantes, num mini-estado alauita que incluirá a instalação portuária arrendada pelos russos em Tartus.

A diplomacia, sem uma ameaça credível de força, é conversa fiada. “Fale baixo e mostre ter atitude”, aconselhou Theodore Roosevelt. O presidente Barack Obama quer conduzir correctamente os assuntos globais, mais através dos civis do que do poder militar; ele entende que as soluções militares para os problemas de política externa são extremamente caras e muitas vezes contraproducentes em termos de promoverem a segurança e a prosperidade dos EUA a longo prazo.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/ZiQAO1A/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.