varoufakis88_FABRICE COFFRINIAFP via Getty Images_googlecloud Fabrice Coffrini/AFP via Getty Images

Nossa nova classe dominante baseada na nuvem

ATENAS – Antigamente, os bens de capital eram somente os meios de produção fabricados. O equipamento de pesca recuperado de Robinson Crusoé, o arado de um fazendeiro e a fornalha de um ferreiro eram bens que ajudavam a conseguir uma pesca maior, mais comida e ferramentas de aço brilhantes. Então, o capitalismo veio e deu aos proprietários do capital dois novos poderes: o poder de obrigar aqueles sem capital a trabalhar por um salário e o poder de definir a agenda nas instituições de formulação de políticas. Hoje, no entanto, uma nova forma de capital está surgindo e forjando uma nova classe dominante, e talvez até um novo modo de produção.

No início dessa mudança estava a televisão comercial aberta. Como a programação em si não podia ser comercializada, era usada para atrair a atenção dos espectadores antes de vendê-la aos anunciantes. Os patrocinadores dos programas usaram seu acesso à atenção das pessoas para fazer algo audacioso: se aproveitar as emoções (que tinham escapado da comercialização) para a tarefa de aprofundar... a comercialização.

A essência do trabalho do publicitário foi capturada em uma fala dita por Don Draper, o protagonista fictício da série de televisão Mad Men , ambientada na indústria publicitária da década de 60. Ensinando sua protegida, Peggy, a pensar na barra de chocolate Hershey que sua empresa estava vendendo, Draper captou o espírito da época:

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/0WXJJnypt