19

O problema da direita chamado Piketty

BERKELEY – No jornal on-line, The Baffler, Kathleen Geier tentou fazer recentemente uma síntese da crítica conservadora sobre o novo livro de Thomas Piketty Capital in the Twenty-First Century [O capital no Século XXI]. O que mais me surpreende é quão fraca a avaliação dos argumentos de Piketty, por parte da direita, acabou por ser.

A tese de Piketty é pormenorizada e complicada. Mas há cinco pontos que parecem particularmente relevantes:

1. A riqueza da sociedade em relação ao seu rendimento anual irá crescer (ou diminuir) para um nível igual à sua taxa de poupança líquida dividida pela sua taxa de crescimento.

2. O tempo e a oportunidade conduzem inevitavelmente à concentração da riqueza para as mãos de um grupo relativamente pequeno: chamemo-los de “os ricos”.