pei66_TOLGA AKMENAFP via Getty Images_UKhuawei Tolga Akmen/AFP via Getty Images

O buraco geopolítico da China se aprofunda

CLAREMONT, CALIFORNIA – A decisão do Reino Unido de banir a empresa Huawei de suas redes 5G foi um duro golpe para a China. Até recentemente, a China ainda contava com a manutenção da decisão anterior do Reino Unido de permitir que a gigante chinesa de telecomunicações forneça equipamentos não estratégicos para as redes 5G do Reino Unido.

Mas dois recentes eventos tornaram essa decisão insustentável. O primeiro foi a escalada dos Estados Unidos em sua guerra contra a Huawei. Os EUA instituíram uma nova sanção em maio, proibindo fornecedores que usam tecnologia americana de entregar semicondutores à Huawei. Como a tecnologia dos EUA é usada para fabricar semicondutores avançados exigidos pelos produtos da Huawei, incluindo as estações de base 5G, o fornecimento da empresa será cortado, quase impossibilitando a produção de seus equipamentos 5G no futuro.

A perspectiva de que um fornecedor importante das redes 5G do Reino Unido não seja capaz de construir e manter o próprio sistema é uma ameaça muito mais séria do que uma possível invasão chinesa. Nenhum governo responsável pode se dar ao luxo de correr esse risco. Assim, os dias da Huawei estão contados desde que o governo dos EUA fez valer a medida em maio. A única dúvida era sobre quando o primeiro-ministro Boris Johnson daria as más notícias ao presidente Xi Jinping.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/GEQeW6Gpt