children robot GREG BAKER/AFP/Getty Images

IA para o desenvolvimento humano

SÃO FRANCISCO – O actual entusiasmo em torno da inteligência artificial reflecte não apenas o modo como as aplicações da IA podem transformar empresas e economias, mas também a esperança de que possam resolver desafios como o cancro e as mudanças climáticas. A ideia de que a IA pode revolucionar o bem-estar humano é obviamente tentadora, mas até que ponto será realista?

Para responder a esta questão, o McKinsey Global Institute examinou mais de 150 cenários onde a IA está a ser aplicada, ou poderia ser aplicada, para o bem social. O que concluímos foi que a IA poderia contribuir de forma importante para a resolução de vários tipos de desafios societais, mas que não se trata de um remédio milagroso – pelo menos, por enquanto. Embora o alcance da IA seja amplo, devem ultrapassar-se constrangimentos no desenvolvimento e riscos aplicacionais antes que possam extrair-se benefícios à escala global.

Na verdade, a IA já está a alterar o modo como enfrentamos desafios do desenvolvimento humano. Em 2017, por exemplo, equipas de salvamento em Houston foram ajudadas por software de detecção de objectos e imagens de satélite durante o rescaldo do Furacão Harvey. Em África, algoritmos ajudaram a reduzir a caça furtiva em reservas naturais. Na Dinamarca, são usados programas de reconhecimento de voz nas chamadas de emergência para detectar se os interlocutores estão a sofrer uma paragem cardíaca. E no MIT Media Lab perto de Boston, investigadores usaram “aprendizagem por reforço” em ensaios clínicos simulados que envolveram pacientes de glioblastoma, a forma mais agressiva de cancro cerebral, para reduzirem as doses de quimioterapia.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

http://prosyn.org/i5V4Bcv/pt;
  1. haass102_ATTAKENAREAFPGettyImages_iranianleaderimagebehindmissiles Atta Kenare/AFP/Getty Images

    Taking on Tehran

    Richard N. Haass

    Forty years after the revolution that ousted the Shah, Iran’s unique political-religious system and government appears strong enough to withstand US pressure and to ride out the country's current economic difficulties. So how should the US minimize the risks to the region posed by the regime?

  2. frankel100_SpencerPlattGettyImages_mansitswithumbrellawallstreet Spencer Platt/Getty Images

    The US Recovery Turns Ten

    Jeffrey Frankel

    The best explanation for the current ten-year US economic expansion – tied for the longest since 1854 – is disappointingly simple: the Great Recession was the worst downturn since the 1930s. And if the dates of American business cycles were determined by the rule that most other countries apply, the current expansion would be far from beating the record.

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.