Xi na Rússia

MOSCOVO – A atmosfera que rodeia a próxima viagem de Xi Jinping à Russia – a sua primeira visita a um país estrangeiro como novo presidente da China – lembra-me um slogan da minha infância, no final da década de 1950: “Rússia-China, Amizade para Sempre.” A ironia é que, mesmo nos melhores dias desse slogan, as relações Sino-Russas depressa se deterioraram, culminando menos de uma década depois em escaramuças na Sibéria, ao longo do Rio Amur. Será esse slogan mais válido hoje em dia?

Desde que a China abriu a sua economia e a Rússia emergiu da União Soviética, as relações bilaterais entraram numa nova fase. Agora prevalece a boa vontade, mas subsistem algumas das antigas suspeitas – e emergiram algumas novas.

Não se prevê que a visita de Xi anuncie quaisquer avanços. Poderão esperar-se alguns contratos de exportação de hidrocarbonetos Russos para a China, mas não muito mais. Ainda assim, a visita sublinhará vários aspectos importantes da relação bilateral.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/WFAe2va/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.