O BAII está pronto para iniciar actividade

9

PEQUIM – O lançamento histórico do Banco Asiático de Investimento em Infra-estruturas (BAII) nas próximas semanas foi largamente antecipado, e com razão. Quando iniciar actividade, o BAII juntar-se-á à família das instituições financeiras multilaterais no apoio ao desenvolvimento económico e social de ampla base na Ásia. O investimento em infra-estruturas sólidas e sustentáveis contribuirá para gerar melhores resultados em termos de desenvolvimento, melhorar as condições de vida dos cidadãos da Ásia e gerar efeitos positivos indirectos em outras partes do mundo.

Ao longo do último ano, nas reuniões em que participei com pessoas de todo o mundo e de diferentes estratos sociais, pediram-me muitas vezes que explicasse por que razão é necessário outro banco multilateral de desenvolvimento, e em que medida o BAII será diferente de, por exemplo, o Banco Mundial ou o Banco Asiático de Desenvolvimento.

As respostas são claras. O papel e a importância da Ásia no plano internacional têm aumentado, mas a região enfrenta graves lacunas a nível de infra-estruturas e estrangulamentos complicados. As necessidades da Ásia a nível de investimento em infra-estruturas cresceram exponencialmente, pelo que os recursos do BAII aumentarão o volume de recursos multilaterais disponíveis para ajudar a dar-lhes resposta.

Há, além disso, uma margem ampla que permite ao BAII ajudar os seus membros a modernizar redes rodoviárias, ferroviárias e portos; melhorar o acesso à electricidade; expandir os serviços de telecomunicações; desenvolver o planeamento urbano e proporcionar água potável e serviços de saneamento. Atingiremos este objectivo trabalhando de forma correcta, eficaz e colaborativa, enquanto parceiro de desenvolvimento fiável e complementar.