Two women Robert Nickelsberg/Getty Images

Valorizar o “trabalho das mulheres”

ISTAMBUL Nos próximos meses, os 12 000 funcionários que trabalham na sede da Apple em Cupertino, Califórnia, irão concluir a mudança para um novo campus extravagante. A nave espacial, que abrange 2,8 milhões de pés quadrados, inclui um estúdio de ioga de dois andares, pistas de corrida e até caixas de pizza revolucionárias que mantêm as fatias crocantes. Contudo, não tem uma única creche.

Quando se trata de ignorar a importância do acolhimento de crianças para os pais no activo, a Apple não é um caso isolado. Esta lacuna coloca um entrave substancial à capacidade dos pais de alcançar o seu potencial económico, sendo as mulheres as mais prejudicadas.

A nível mundial, as mulheres realizam o dobro do trabalho doméstico e de prestação de cuidados não remunerado —incluindo criar os filhos, prestar cuidados a familiares doentes ou idosos e gerir as responsabilidades domésticas —em comparação com os homens. No México, Índia e Turquia, as mulheres realizam o triplo do trabalho de prestação de cuidados do que os homens.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/CpScaUXpt