galbraith6_metamorworks_getty images_mmt metamorworks/Getty Images

Quem tem medo da TMM?

AUSTIN – Como qualquer pessoa que já foi responsável pela supervisão normativa de banqueiros centrais sabe, eles não gostam de ter a autoridade contestada. Acima de tudo, eles defenderão a própria mística – aquela aura mágica que paira sobre suas palavras, envolvendo uma mistura lamacenta de banalidade e bobagem em uma névoa de jargão e poder.

Como resultado, atormentar banqueiros centrais é muito divertido. John Maynard Keynes atormentou Montagu Norman, governador do Banco da Inglaterra (BOE) de 1920 a 1944. Wright Patman e Henry Reuss, dois congressistas americanos que presidiram o Comitê Bancário da Câmara na década de 1970, fizeram o mesmo com o presidente do Federal Reserve, Arthur Burns. Eu sei que Reuss gostou, porque na época, eu o ajudei nisso.

Hoje em dia, as vozes da Teoria Monetária Moderna perturbam o sono não apenas dos atuais banqueiros centrais, mas até mesmo daqueles que se aposentaram do cargo. Eles vagam pelos corredores como Lady Macbeth, gritando "fora, maldito lugar!"

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/ntGg5evpt