Jon Krause

O que é que impede as mulheres?

 PRINCETON - Quando escrevi o artigo da edição de Julho/Agosto da revista The Atlantic, intitulado “Why Women Still Can’t Have It All” [Por que é que as mulheres ainda não podem ter tudo], eu esperava uma reacção hostil de muitas mulheres norte-americanas da minha geração, e mais velhas, que têm uma carreira profissional e reacções positivas de mulheres com idades entre os 25 e os 35 anos. Esperava que muitos homens dessa geração mais nova também tivessem fortes reacções, dado que muitos deles estão a tentar descobrir de que forma podem ficar com os seus filhos, apoiar as carreiras das suas esposas ou companheiras e realizar os seus próprios planos.

Também esperava ouvir, dos representantes do sector empresarial, se as minhas soluções propostas - maior flexibilidade de local de trabalho, acabar com a cultura do contacto e com a “época do machismo” e permitir que os pais que têm estado fora do mercado de trabalho ou que têm trabalhado em part-time possam competir para cargos de topo, de igual para igual, a partir do momento em que reentram no mercado - eram possíveis ou utópicas.

O que eu não esperava era a velocidade e a escala da reacção - quase um milhão de leitores numa semana, muitas respostas por escrito e debates nos blogues, na TV e na rádio para eu acompanhar - e o seu alcance a nível mundial. Tenho realizado entrevistas com jornalistas na Grã-Bretanha, na Alemanha, na Noruega, na Índia, na Austrália, no Japão, na Holanda e no Brasil e foram publicados artigos sobre a matéria em França, na Irlanda, na Itália, na Bolívia, na Jamaica, no Vietname, em Israel, no Líbano, no Canadá e em muitos outros países.

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/zIg6w6B/pt;