frankel124_Michael BrochsteinSOPA ImagesLightRocket via Getty Images_news media Michael Brochstein/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

A síndrome de falso desequilíbrio da América

CAMBRIDGE – Um obstáculo a um debate público produtivo nos Estados Unidos é a tendência da mídia de se envolver em "falso desequilíbrio" ao cobrir políticas econômicas. Não, eu não quis dizer "falso equilíbrio".  Falso desequilíbrio se refere, em vez disso, à tentação de menosprezar políticas que são de fato tentativas razoáveis de equilibrar objetivos competitivos. Vimos exemplos disso recentemente na reforma do sistema de saúde americano, assim como nas políticas fiscal e monetária.

O problema do falso equilíbrio é bastante conhecido. Por exemplo, relatos da mídia sobre o clima às vezes dão a impressão de que os céticos que questionam o argumento científico da mudança climática antropogênica dão peso comparával a especialistas que dizem que o aquecimento global é um problema autêntico que precisa ser resolvido. O efeito prático é passar uma falsa impressão de onde está a esmagadora maioria das evidências científicas.

O falso desequilíbrio, em comparação, não é um conceito familiar - mas deveria ser. Ele descreve reportagens que sugerem que uma política econômica particular em geral é considerada má ou impopular, quando na verdade ela busca de modo apropriado reconciliar forças e objetivos rivais. Tipicamente, a cobertura jornalística, de modo enganoso, põe no mesmo balaio críticos que vêm de direções diferentes, dando ao público a impressão de que a maioria das pessoas odeia a política econômica.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/qYlpGQcpt