shiller128_Drew AngererGetty Images_NYSEUSstockmarket Drew Angerer/Getty Images

Entendendo o mercado de ações na pandemia

NOVA HAVEN – O desempenho das bolsas de valores, especialmente nos Estados Unidos, durante a pandemia de coronavírus parece desafiar a lógica. Com a demanda sendo corroída e investimentos e empregos em baixa, o que poderia estar mantendo os preços das ações em alta?

Quanto mais divergem os fundamentos econômicos dos resultados do mercado, mais profundo se torna o mistério, até que se considerem possíveis explicações baseadas na psicologia das multidões, na viralidade das ideias e na dinâmica das narrativas sobre a epidemia. Afinal, os movimentos do mercado de ações são motivados principalmente pelas avaliações dos investidores sobre as reações de outros investidores às notícias, e não às notícias propriamente ditas.

Isso ocorre porque a maioria das pessoas não tem como avaliar a importância das notícias econômicas ou científicas. Especialmente quando a falta de confiança na mídia é alta, elas tendem a confiar em como as pessoas de seu conhecimento reagem às notícias. Esse processo de avaliação leva tempo, razão pela qual as bolsas de valores não reagem às notícias repentina e completamente, como sugeriria a teoria convencional. A novidade inicia uma nova tendência nos mercados, mas é suficientemente ambígua para que a maior parte do dinheiro inteligente tenha dificuldade em lucrar com isso.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/Tds3FiRpt