trump auto tariffs Andreas Gebert/Getty Images

O lamaçal protecionista de Trump

WASHINGTON, DC –Após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos lideraram o mundo na redução das barreiras protecionistas e no estabelecimento de um sistema comercial aberto baseado em regras. Esse esforço resultou em meio século do mais rápido crescimento económico da história da humanidade. Mas a administração do presidente dos EUA, Donald Trump, está agora a reverter esse progresso. O protecionismo que Trump provocou é contagiante e irá, provavelmente, espalhar-se muito além dos setores que ele quer isolar da concorrência estrangeira.

Veja-se o exemplo do aço importado, sobre o qual a administração de Trump impôs tarifas de 25%, em março. O fundamento indicado para essa decisão foi a segurança nacional, apesar de as indústrias de defesa dos EUA serem responsáveis apenas por 3% do consumo de aço do país. Se Trump estiver realmente preocupado com a segurança nacional, então a questão é: porque é que os EUA não estão a preservar o minério subterrâneo como uma reserva estratégica para futuras hostilidades? De qualquer forma, as tarifas também foram impostas aos aliados dos EUA, como o Canadá, o que desmente o argumento da segurança nacional de uma vez por todas. No caso de rivais como a China, as importações de aço já estavam sujeitas a tarifas de até 70%, e apenas representavam 2% do consumo de aço dos EUA.

As tarifas de importação dos EUA aplicam-se agora a 59 tipos diferentes de aço. Se uma empresa americana não puder obter produtos siderúrgicos nacionais, ela terá de pagar a tarifa ou solicitar uma isenção (exclusão). Se optar pela segunda hipótese, deve indicar a quantidade e a força do aço que são necessárias, a sua composição química, as dimensões do produto (tubos ou folhas, por exemplo) e assim por diante; e deve apresentar um pedido em separado para cada tipo de aço, mesmo que a única diferença sejam as dimensões. Além disso, cada pedido deve demonstrar que o requerente não conseguiu obter o aço de proveniências nacionais.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading and receive unfettered access to all content, subscribe now.

Subscribe

or

Unlock additional commentaries for FREE by registering.

Register

https://prosyn.org/H1ZHBdapt