Jay Powell and Donald Trump Saul Loeb/Getty Images

Trump capturou a Fed?

NOVA IORQUE – Uma das competências vitais de qualquer presidente dos EUA consiste na nomeação dos membros e chefias das várias agências responsáveis pela implementação das leis e regulamentos do país e, em muitos casos, por governarem a economia. Nesse aspecto, talvez nenhuma instituição seja mais importante que a Reserva Federal.

Ao exercitar essa competência, Donald Trump quebrou um padrão de longa data, que tinha quase meio século, em que o presidente reconduz (de uma forma apartidária) o presidente titular da Fed, caso se considere que tenha feito um bom trabalho. Talvez nenhum presidente tenha feito um melhor trabalho, num momento especialmente difícil, do que Janet Yellen.

Enquanto os seus dois antecessores imediatos mancharam consideravelmente a reputação da Fed, ao olharem para o lado enquanto se acumulava um risco enorme (e ocorriam enormes fraudes) no sector financeiro, Yellen restaurou a reputação da Fed. A sua liderança calma e equilibrada fomentou um consenso alargado num Conselho da Reserva Federal caracterizado por filosofias económicas divergentes, e ela conduziu a economia através de uma lenta recuperação, num período em que a política fiscal foi desnecessariamente pressionada, já que os ambíguos Republicanos exageravam os perigos do défice. O compromisso superficial dos Republicanos com a rectidão fiscal está agora a ser exposto, ao defenderem enormes benefícios fiscais para as empresas e bilionários, que adicionarão um bilião e meio de dólares ao défice durante a próxima década.

To continue reading, please log in or enter your email address.

Registration is quick and easy and requires only your email address. If you already have an account with us, please log in. Or subscribe now for unlimited access.

required

Log in

http://prosyn.org/f2caItF/pt;

Handpicked to read next