posner4_Spencer PlattGetty Images_maga rally Spencer Platt/Getty Images

O que realmente representam as eleições nos EUA

CHICAGO – As eleições dos Estados Unidos do próximo mês não dizem respeito à política, nem mesmo ao presidente Donald Trump. Elas tratam do sistema constitucional dos EUA. Isso não significa que as eleições poderiam acabar com esse sistema. Embora Trump tenha um temperamento autoritário e admire ditadores como o presidente russo Vladimir Putin, é improvável que ele se torne um autocrata, mesmo se reeleito. A verdadeira questão que o país enfrenta diz respeito ao papel do governo federal na vida do país.

O trumpismo é apenas a última de uma série de ondas populistas nascidas da raiva contra o que as pessoas veem como as egoístas e inexplicáveis elites políticas em Washington, DC. Na verdade, a história começa antes da fundação da cidade. A Revolução Americana teve como alvo elites distantes e egoístas em Londres, e logo foi seguida por uma grande disputa sobre o poder do governo nacional.

Os críticos argumentaram que a nova Constituição proposta criaria uma elite governante nacional, minando assim a soberania duramente conquistada das colônias que se transformaram em Estados. Embora a causa dos defensores da Constituição tenha prevalecido, os críticos demonstraram previdência. Quase imediatamente, movimentos populistas surgiram para desafiar o que era visto como um governo de elite. A democracia jeffersoniana derrubou as elites federalistas em 1800, e então a democracia jacksoniana derrubou as elites jeffersonianas em 1829.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/7kZlqh0pt