114

Porquê Trump?

NOVA IORQUE – À medida que ando a viajar pelo mundo nas últimas semanas, tenho feito duas perguntas repetidamente: é concebível que Donald Trump pudesse ganhar a presidência dos Estados Unidos? E em primeiro lugar, como é que a sua candidatura conseguiu chegar tão longe?

Quanto à primeira questão, embora a previsão política seja ainda mais difícil do que as previsões económicas, as probabilidades estão fortemente a favor de Hillary Clinton. No entanto, a proximidade na corrida (pelo menos até muito recentemente) tem sido um mistério: Clinton faz parte dos candidatos presidenciais mais qualificados e bem preparados que os Estados Unidos já teve, enquanto Trump é um dos menos qualificados e pior preparados. Além disso, a campanha de Trump tem sobrevivido a um comportamento que, no passado, teria acabado com as hipóteses de um candidato.

Então por que iriam os americanos jogar à roleta russa (o que significa uma hipótese em seis para uma vitória de Trump)? Os que vivem fora dos Estados Unidos querem saber a resposta, porque o resultado também os afeta, embora não tenham nenhuma influência nele.

E isso leva-nos à segunda questão: porque é que o Partido Republicano dos Estados Unidos nomeou um candidato que até mesmo os seus líderes rejeitaram?