Três Golpes na Guerra Contra a Droga

CIDADE DO MÉXICO – Os últimos dois meses testemunharam mais mudanças de grande alcance no ambiente político do narcotráfico na América Latina e nos Estados Unidos, do que em todas as décadas anteriores juntas. Ocorreram três mudanças fundamentais, cada uma das quais seria importante por si só; encaradas conjuntamente, podem promover uma mudança radical da situação que termine finalmente a guerra falhada do hemisfério contra a droga.

Em primeiro lugar estão os referendos sobre a legalização da marijuana nos estados americanos do Colorado e de Washington a 6 de Novembro. Pela primeira vez, eleitores no país que é o maior consumidor mundial de drogas ilegais em geral, e de marijuana em particular, aprovaram propostas que legalizam a posse, a produção, e a distribuição de canábis – e por margens relativamente amplas.

Embora uma iniciativa análoga tenha falhado no Oregon, e a Proposta 19 (que preconizava a legalização limitada da canábis) tenha sido derrotada na Califórnia em 2010 (por sete pontos percentuais), o resultado no Colorado e em Washington enviou uma mensagem poderosa ao resto dos EUA. Os resultados não criaram apenas um conflito entre a lei federal dos EUA e a legislação estatal, mas assinalam também uma mudança nas atitudes não distante da que respeita ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles from our archive every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/1Udw338/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.