As Regras Globais do Capital

CAMBRIDGE – É oficial. O Fundo Monetário Internacional colocou o seu selo de aprovação no controlo de capitais, legitimando assim a utilização de impostos e de outras restrições aos fluxos financeiros transfronteiriços.

Não há muito tempo, o FMI insistia bastante para que os países – ricos e pobres – se abrissem ao capital estrangeiro. Agora reconheceu a realidade de que a globalização financeira pode ser prejudicial – induzindo crises financeiras e movimentos cambiais economicamente nefastos.

Por isso, aqui estamos nós, com outra reviravolta na interminável saga da nossa relação de amor/ódio com o controlo de capitais.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/BAoqRku/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.