O Dividendo da Defesa

BRUXELAS – Numa encosta fronteira à cidade Turca de Gaziantep, os lança-mísseis Patriot permanecem vigilantes sob o comando e controlo da OTAN. Esta é apenas uma das seis baterias de mísseis Patriot de três países Aliados – Alemanha, Holanda, e Estados Unidos – que oferecem protecção a milhões de pessoas na fronteira Turco-Síria. O destacamento demonstra o compromisso permanente da OTAN com a sua missão principal: manter a segurança dos seus membros. Demonstra também, que quando uma crise deflagra, não existem substitutos para a defesa e a dissuasão eficaz.

Praticamente todos os dias surgem novas provas que um arco de crise – do terrorismo e proliferação de armas aos ataques cibernéticos e à pirataria – se está a espalhar do Médio Oriente e do Sahel até à Ásia Central. Estes riscos não desaparecerão enquanto os membros da OTAN estiverem concentrados na correcção das suas finanças. A verdade é que o nosso modo de vida está centrado na segurança e na estabilidade, sem as quais o investimento decresce, o emprego colapsa, e as economias retraem.

Nestes tempos económicos difíceis, todos estamos perfeitamente cientes de que a segurança tem um preço. Mas não devemos esquecer-nos que o custo da insegurança é inaceitável. A defesa é a nossa melhor apólice de seguro num mundo complexo e imprevisível.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/xju5t7l/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.