Por que é que a Índia abrandou?

NOVA DELI – Para um país tão pobre como a Índia, o crescimento deveria ser o que os norte-americanos chamam de “fácil”. É em grande parte uma questão de fornecimento de bens públicos: um governo decente, segurança de vida e de propriedade, infra-estruturas básicas como estradas, pontes, portos e centrais eléctricas, bem como o acesso à educação e aos cuidados básicos de saúde. Ao contrário de muitos países igualmente pobres, a Índia já tem uma forte classe empreendedora, uma classe média razoavelmente numerosa e bem instruída e uma série de empresas de classe mundial, que podem ser mobilizadas no esforço para fornecer estes bens públicos.

Por que é que, então, o crescimento do PIB da Índia diminuiu tanto, dos cerca de 10% ao ano, em 2010, para os actuais 5%? Será que o crescimento anual de quase 8% na década entre 2002 e 2012 foi uma anomalia?

Eu acredito que não foi; e que dois importantes factores entraram em cena nos últimos dois anos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/oeVHA6D/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.