O “guisado” humano

LONDRES – O que define o Homem moderno? A resposta biológica é simples: membro da espécie Homo sapiens que se caracteriza por certas particularidades, tais como um cérebro relativamente grande, localizado numa caixa craniana globular, pequenas sobrancelhas compridas e estreitas acima dos olhos, um rosto pequeno retraído, um queixo na mandíbula inferior e um esqueleto leve na sua constituição. Muitos dos traços biológicos do Homem moderno - pelo menos os que podem ser preservados em fósseis - já estavam presentes em África e em Israel há mais de 100 mil anos.

Mas outros factores - tais como as sociedades complexas, as cerimónias, as crenças espirituais, a arte, a música, a tecnologia e a língua - também caracterizam as populações humanas modernas. Que características são cruciais para a definição do “Homem moderno” e até que época se pode recuar para a classificação aplicada ser válida?

Dado que as características morfológicas e comportamentais dos seres humanos evoluem a ritmos diferentes, esta questão é uma fonte de controvérsia. Na verdade, os paleontólogos que estudam as origens físicas do Homo sapiens irão, inevitavelmente, discordar dos arqueólogos no que diz respeito à reconstrução do comportamento antigo que caracteriza os primeiros seres humanos modernos.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

Log in

http://prosyn.org/VwecXOL/pt;