Skip to main content

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions

badre9_gettyimages_earthgreencontinents Getty Images

Financiar a transição verde

PARIS – Quatro anos depois de os líderes mundiais assinarem o acordo climático de Paris e adotarem a Agenda 2030 das Nações Unidas com os seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), a crise ambiental global mostra todos os sinais de estar a piorar. O gelo polar e os glaciares estão a derreter a um ritmo acelerado. As emissões de gases com efeito de estufa estão a aumentar. As florestas tropicais da Amazónia e da Indonésia estão a arder e as catástrofes climáticas, como tufões, tornados e inundações, estão a intensificar-se, com consequências terríveis para populações inteiras.

Porque é que o mundo se desviou tanto do seu itinerário coletivo em direção ao crescimento sustentável? Na última década, a ação climática envolveu principalmente o elogio a empresas e governos que adotam práticas “verdes”, ao mesmo tempo que aponta o dedo e envergonha aqueles que mantêm políticas “castanhas”. Mas isso não é suficiente. Temos fundamentalmente de repensar o modo como criar um mundo mais sustentável.

O setor financeiro precisará de desempenhar um papel de liderança na ampliação de iniciativas ecológicas, na redução de riscos dos projetos para os investidores e na otimização dos custos de financiamento. E, dada a natureza integrada do crescimento sustentável, as instituições financeiras devem trabalhar mais de perto com os governos, reguladores, empresas, ONG e cidadãos nacionais e locais.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

https://prosyn.org/uI10rWwpt;
  1. solana114_FADEL SENNAAFP via Getty Images_libyaprotestflag Fadel Senna/AFP via Getty Images

    Relieving Libya’s Agony

    Javier Solana

    The credibility of all external actors in the Libyan conflict is now at stake. The main domestic players will lower their maximalist pretensions only when their foreign supporters do the same, ending hypocrisy once and for all and making a sincere effort to find room for consensus.

    0

Edit Newsletter Preferences