A group of Ethiopians stand nearby rotten carcasses of animals Joel Robine/Getty Images

Evitar a próxima crise de fome em África

NOVA IORQUE — Após registar uma diminuição durante mais de uma década, o número de pessoas com fome no mundo está a aumentar novamente. Este ano foi marcado pela pior crise global de alimentos desde a II Guerra Mundial, com o Sul do Sudão, o Iémen, a Somália e a Nigéria afectados pela fome ou à beira da fome. Só nestes quatro países, mais de 20 milhões de pessoas enfrentam uma insegurança alimentar grave, e as Nações Unidas estimam que é necessário um montante de 1,8 mil milhões de dólares em ajuda humanitária imediata.

A instabilidade política e os conflitos contribuíram grandemente para esta insegurança alimentar, mas a insuficiente produção de alimentos pode igualmente ter contribuído par aumentar a tensão e agravar a fome. Na África Subsariana, onde estão localizados três dos quatro países à beira da fome, o rendimento das colheitas há muito que regista um atraso em relação ao resto do mundo, devido a factores como a má qualidade das sementes e dos fertilizantes.

Investir na agricultura é uma das formas mais eficazes de pôr termo à fome e melhorar a estabilidade política. Só na África Subsariana há 50 milhões de pequenos agricultores, que sustentam muitos outros milhões. Os países do continente que investiram fortemente no desenvolvimento agrícola e os pequenos agricultores têm conseguido evitar a fome.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To read this article from our archive, please log in or register now. After entering your email, you'll have access to two free articles every month. For unlimited access to Project Syndicate, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

Help make our reporting on global health and development issues stronger by answering a short survey.

Take Survey

http://prosyn.org/G84InyK/pt;

Handpicked to read next

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.