Skip to main content

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated Cookie policy, Privacy policy and Terms & Conditions

john maynard keynes Tim Gidal/Picture Post/Getty Images

Estagnação secular revisitada

WARWICK – A discussão pública entre o laureado com o prémio Nobel Joseph Stiglitz e o antigo Secretário do Tesouro dos Estados Unidos da América Larry Summers é notável pela animosidade pessoal que revela entre os dois economistas que essencialmente concordam sobre a economia. Stiglitz nivela um ataque pouco subtil a Summers por não insistir num défice fiscal maior quando administrou o Conselho Económico Nacional sob a presidência de Obama. Summers responde que a política fez com que um estímulo fiscal maior fosse inviável. Porém, enquanto concordam que a Grande Recessão poderia ter sido superada com um grande estímulo fiscal, nenhum dos dois estabeleceu o modelo económico que sustenta a sua confiança neste resultado.

Summers revitalizou o trabalho de Alvin Hansen que introduziu o conceito de estagnação secular na década de 1930. No entanto, não vi Summers a esquematizar um modelo de equilíbrio geral dinâmico totalmente articulado que suporte o seu conselho. Além disso, no seu trabalho escrito sobre este assunto, ele facilmente alternou entre uma definição de estagnação secular que envolve taxas de crescimento mais baixas permanentemente como resultado do baixo investimento e emprego permanentemente mais baixo como resultado da demanda agregada deficiente.

Isto são coisas diferentes. Na refutação a Stiglitz, Summers pronuncia-se a favor da última definição. Nas suas palavras, "deixada à sua própria sorte, a economia privada pode não encontrar seu caminho de volta para o pleno emprego após uma contracção acentuada..."

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

Get unlimited access to PS premium content, including in-depth commentaries, book reviews, exclusive interviews, On Point, the Big Picture, the PS Archive, and our annual year-ahead magazine.

https://prosyn.org/mu9Ja8Mpt;

Handpicked to read next

  1. bildt70_SAUL LOEBAFP via Getty Images_trumpukrainezelensky Saul Loeb/AFP via Getty Images

    Impeachment and the Wider World

    Carl Bildt

    As with the proceedings against former US Presidents Richard Nixon and Bill Clinton, the impeachment inquiry into Donald Trump is ultimately a domestic political issue that will be decided in the US Congress. But, unlike those earlier cases, the Ukraine scandal threatens to jam up the entire machinery of US foreign policy.

    0
  2. krueger21_trumpamericamediocre

    Making America Mediocre

    Anne O. Krueger

    America owes its economic strength to its private sector, which has long benefited from an absence of undue influence by politicians and the state. But under US President Donald Trump's administration, discretionary decisions by policymakers are increasingly giving some companies advantages over others.

    0