Ian Timberlake/Stringer

A visão ousada da Arábia Saudita para a diversificação da sua economia

LOS ANGELES – A Arábia Saudita mobilizou a atenção do mundo com o anúncio de um programa ambicioso, «Vision 2030», destinado a reformar a estrutura da sua economia. O plano permitirá reduzir a forte dependência histórica do petróleo, alterando a forma como o Reino gera rendimento, bem como a forma como gasta e gere os seus vastos recursos. Este programa é apoiado por planos de acção pormenorizados, cuja execução inicial já envolveu mudanças institucionais, que fizeram as parangonas dos jornais, num país mundialmente conhecido pela sua cautela e gradualismo.

O catalisador imediato para a reestruturação económica é o impacto da queda acentuada dos preços internacionais do petróleo, ao passo que a justificação para estas reformas já se tornou evidente há muito mais tempo. Num contexto em que as vendas de petróleo geram a maior parte das receitas do governo e o sector público é o principal empregador, há muito que as autoridades sauditas receiam que a falta de diversidade económica do Reino possa colocar em risco a sua segurança financeira a longo prazo.

A redução dos preços do petróleo para menos de metade nos últimos 18 meses foi acompanhada por uma alteração significativa do funcionamento do mercado do petróleo. Com o aumento das fontes de energia não tradicionais (em particular a «revolução do xisto», que quase duplicou a produção norte-americana para cerca de dez milhões de barris por dia em apenas quatro anos) o cartel petrolífero da OPEP, gerido pela Arábia Saudita, tem menos influência nos preços de mercado. Além disso, certos membros da OPEP, novamente gerida pela Arábia Saudita, estão agora menos dispostos a tentar moderar as flutuações do preço do petróleo, pois reconhecem que os «produtores à medida» enfrentam potenciais perdas duradouras de partes do mercado.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/dEaPJaD/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.