O Milagre de Mazowiecki

VARSÓVIA – Era um dia quente e um momento tenso. Quando o primeiro primeiro-ministro da Polónia pós-comunista, Tadeusz Mazowiecki, apresentava o inovador programa do seu governo, vacilou e pareceu desmaiar. Enquanto o parlamento apinhado especulava nervosamente, Mazowiecki deslizou por uma saída lateral para apanhar algum ar fresco no vizinho Parque Ujazdowski, no centro de Varsóvia.

“Quem é aquele?” perguntou uma criança, que brincava numa caixa de areia, à sua mãe. “Nasz premier”, respondeu-lhe ela – “O nosso primeiro-ministro”. Esta não era uma frase que fosse frequentemente usada para descrever os líderes Comunistas da Polónia durante as quatro décadas anteriores.

Quando Mazowiecki regressou ao pódio, pediu desculpas e, com o seu costumado humor seco, sugeriu que a economia Polaca estava tão instável como ele. Tinha razão.

To continue reading, please log in or enter your email address.

To access our archive, please log in or register now and read two articles from our archive every month for free. For unlimited access to our archive, as well as to the unrivaled analysis of PS On Point, subscribe now.

required

By proceeding, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy, which describes the personal data we collect and how we use it.

Log in

http://prosyn.org/0S98JjR/pt;

Cookies and Privacy

We use cookies to improve your experience on our website. To find out more, read our updated cookie policy and privacy policy.